Voltar

Para a Escola Eleva, a avaliação é parte essencial do processo de aprendizagem. É pelos instrumentos de avaliação que o aluno vai percebendo como seu aprendizado acontece, o que está bem construído, o que precisa ser retomado ou até aprimorado. Para o educador, a avaliação permite reconhecer a efetividade de suas ações pedagógicas e as mudanças e intervenções necessárias para auxiliar o aluno em seu percurso de aprendizagem.

Assim, os instrumentos avaliativos acompanharão o desenvolvimento das unidades curriculares, de acordo com as expectativas de aprendizagem definidas pelo professor e tendo como princípio que os aspectos qualitativos irão se sobrepor aos quantitativos.

SISTEMAS DE AVALIAÇÃO
A Escola Eleva trabalha com dois tipos de avaliação permanente:

Formativa– tem como principal função orientar e melhorar a aprendizagem e o ensino. São atividades formais e informais, realizadas em sala de aula ou em casa.
Somativa
– tem como principal função mensurar o que o aluno aprendeu. São avaliações formais, como apresentações, seminários e provas.

EDUCAÇÃO INFANTIL
No Infantil, o trabalho do aluno é documentado em uma pasta (portfólio), onde se pode acompanhar o processo de aprendizado e em que medida o aluno atingiu as expectativas de aprendizagem propostas. Essa pasta seguirá para casa ao final de cada mês, e cada responsável poderá acompanhar os trabalhos do(a) aluno(a). Ao final de cada semestre, além dos trabalhos, os professores farão um relatório escrito e com gráficos, que mostrará, detalhadamente, os objetivos de aprendizagem da faixa etária e como a criança está em relação a cada objetivo.

ENSINO FUNDAMENTAL I
Para o Fundamental I, as avaliações se traduzem em conceitos, de acordo com o alcance das expectativas de aprendizagem traçadas pelos professores. As menções correspondem às letras A, B, C, D e E, de valor decrescente e com as seguintes equivalências:

A – Expectativas de aprendizagem atingidas plenamente;
B – Expectativas de aprendizagem atingidas com qualidade;
C – Expectativas de aprendizagem atingidas;
D – Expectativas de aprendizagem parcialmente atingidas;
E – Expectativas de aprendizagem minimamente atingidas.

Nas séries iniciais, o trabalho do aluno é documentado em uma pasta (portfólio), onde se pode acompanhar o processo de aprendizado e em que medida o(a) aluno(a) atingiu cada expectativa de aprendizagem proposta. Isso é registrado por meio de rubricas, que são os descritores de aprendizagem. A partir do segundo semestre do 3º ano, além do portfólio, das apresentações de trabalhos e produções, haverá também provas individuais tradicionais.

Nossos sistemas de avaliação servem para orientar e mensurar o aprendizado