Jogos e programação

A habilidade de decompor problemas complexos em partes simples será útil, para sempre, na vida dos nossos alunos. Na Escola Eleva, criamos uma frente analítica que começa com jogos educacionais e depois se transforma em programação.

São aulas que auxiliam no desenvolvimento dessa habilidade, porque fazem com que o aluno defina, estruture e resolva problemas com uma abordagem lógico-dedutiva.

Nos anos iniciais, isso é feito por meio de jogos, especialmente jogos de tabuleiro, que de forma lúdica fazem com que as crianças apreciem e se interessem por problemas analíticos. Mais do que o domínio de cada jogo, o grande desafio é despertar o interesse e o gosto pela definição e resolução de problemas.

Nos anos intermediários, o foco é em aulas de programação. Tendência nas melhores instituições de ensino do planeta, a inserção do aluno nesse mundo permite o desenvolvimento de uma abordagem interativa para resolução de problemas e testagem de ideias criativas.

Nos anos finais, o aluno tem a opção de se aprofundar na frente de raciocínio analítico por meio das eletivas de Ciência e Tecnologia. A programação do Ensino Fundamental pode evoluir, por exemplo, para uma eletiva de Robótica ou de Ciência da Computação.